É Possível Planejar A Reforma De Sua Moradia Pela Inter

20 May 2019 17:50
Tags

Back to list of posts

<h1>Jantar Claro: Como Preparar?</h1>

<p>A sala de estar tem piso de porcelanato. O ferro pintado de preto aparece pela escada e nos m&oacute;dulos da cozinha. Ao fundo, atr&aacute;s da porta espelhada, existe um lavabo. Tamanho nunca foi defeito por esse d&uacute;plex de 138 m&sup2;, Acess&iacute;vel, Barata, Fotos, Informa&ccedil;&otilde;es, De Tv, Pequena, De Jantar . “A pergunta era o mal aproveitamento do espa&ccedil;o, que deixava o apartamento compartimentado e escuro para desgosto do casal de moradores”, conta o arquiteto Kfir Galatia-Azulay, do escrit&oacute;rio israelense K.O.T.</p>

<p>No decorrer da reforma de onze meses, ele derrubou as paredes do piso inferior pra incorporar sala e cozinha. No recinto, ergueu o que chamou de “fun-ctional box”, brincadeira em ingl&ecirc;s com as frases envolvente e funcional: trata-se da caixa que abriga arm&aacute;rios e tamb&eacute;m delimita a su&iacute;te principal. L&acirc;minas de bambu cobrem a divis&oacute;ria multi&uacute;so, estruturada em perfis de alum&iacute;nio - aparentes apenas perto do teto e do piso. L&aacute; dentro, Tinta Pra Azulejo Da Adeus Ao Quebra-quebra , esconde-se o quarto de casal, cercado de arm&aacute;rios e equipado com seu respectivo banheiro.</p>

<p>A &Aacute;rea Social (estar, jantar hall e lavabo), assinada por Daniele Viesser Valente, tem como apoio decorativa as madeiras, al&eacute;m de tons amarronzados e crus. A 20&ordf; Moradia Cor PR fica em cartaz at&eacute; quinze de setembro de 2013, pela Sede Social Combina&ccedil;&atilde;o Juventus (avenida Jos&eacute; Izidoro Biazetto, n&ordm; 1.000), em Curitiba. Com todos os espa&ccedil;os da &aacute;rea social integrados, a beleza da arquitetura da d&eacute;cada de 1970 sobressai. A p&aacute;tina branca aplicada sobre as tesouras aparentes e no forro de madeira real&ccedil;am o p&eacute;-direito grande e d&atilde;o destaque &agrave; escada em madeira escura.</p>

<p>A sofistica&ccedil;&atilde;o da sala de estar, interligada &agrave;s salas de jantar e de televis&atilde;o, fica por conta da mesa de centro revestida com espelho, do tapete Ziegler paquistan&ecirc;s e das poltronas pretas de policarbonato. Pra combinar com o recinto em tons de cinza pela Casa Cor 2013, a lareira em a&ccedil;o carbono Girolar - Mil&atilde;o, da Largrill, escolhida na arquiteta Brunete Fraccaroli, foi pintada. A varanda (50 m&sup2;) transformou-se em um espa&ccedil;o de conviv&ecirc;ncia sofisticado e aconchegante ao ser decorado por Karina Affonso. No recinto foi instalada a lareira a g&aacute;s da Construflama (ao centro), acoplada ao nicho de m&aacute;rmore travertino navona, da Mont Blanc.</p>

<p>O destaque desse home theater (sessenta e dois m&sup2;), constru&iacute;do pelo arquiteto Jos&eacute; Ricardo Basiches, &eacute; o m&oacute;vel laqueado que integra todas as necessidades do espa&ccedil;o e inclui a lareira a g&aacute;s, embutida no rasgo aparente, revestido com m&aacute;rmore travertino romano bruto. O destaque deste home theater (62 m&sup2;), gerado pelo arquiteto Jos&eacute; Ricardo Basiches, &eacute; o m&oacute;vel laqueado que integra todas as necessidades do espa&ccedil;o e acrescenta a lareira a g&aacute;s, embutida no rasgo aparente, revestido com m&aacute;rmore travertino romano bruto. Esta lareira a g&aacute;s foi acoplada &agrave; bancada em m&aacute;rmore n&aacute;car, que assim como reveste a parede e oferece unidade ao recinto com inspira&ccedil;&atilde;o &eacute;tnica e tons neutros.</p>

<p>A lareira em vidro e a&ccedil;o &eacute; o centro do projeto das arquitetas Adriana Agostinho e Claudia Schneider. Apoiado na apoio de madeira de demoli&ccedil;&atilde;o, o instrumento da Artfire &eacute; cercado por quatro mesas espelhadas e funciona a apoio de &aacute;lcool et&iacute;lico. Coberto pelo pergolado, este recinto (18,50 m&sup2;) de descanso com lareira foi idealizado pelo arquiteto paisagista Ronaldo Kurita e atende a uma vila, sendo um ref&uacute;gio para os moradores.</p>

<p>O bloco central, enorme e maci&ccedil;o, tem nicho projetado de forma especial pra embutir a lareira ecol&oacute;gica da Artfire. Para aquecer esta &aacute;rea de estar, o arquiteto Fernando Schwertner apostou pela pira que d&aacute; certo com fluido pra biolareira. Drywall &eacute; Aliado Pela Decora&ccedil;&atilde;o O Dia , a reforma dessa sala (37,cinquenta m&sup2;) repaginou a lareira a lenha (&agrave; dir.), todavia aproveitou a chamin&eacute; pr&eacute;-existente.</p>

<p>A solu&ccedil;&atilde;o foi eliminar as laterais do objeto e substitu&iacute;-las por vidro, escondendo a infraestrutura do duto com caixa de madeira, de modo a seguir os lambris do forro. Como Economizar Na Decora&ccedil;&atilde;o Dos Ambientes De Tua Casa , a lareira pr&eacute;-existente no estar (52 m&sup2;) ganhou revestimento em m&aacute;rmore botticcino e pain&eacute;is em laca pra ganhar a Tv.</p>

<ul>
<li>Grelha de ferro pra bifes</li>
<li>seis &quot;Salvando Patrick Bubley&quot;</li>
<li>Fa&ccedil;a um invent&aacute;rio</li>
<li>29/5/2012 -</li>
<li>quinze ml de xarope de laranjeira</li>
<li>127 O artigo Arte pela Idade do Bronze em Portugal foi apresentado pra elimina&ccedil;&atilde;o</li>
<li>Descomplicado e aconchegante</li>
</ul>

Casa-Cor-18.jpg

<p>Os outros instrumentos foram acomodados no balc&atilde;o com portas ripadas, acess&iacute;veis por controle remoto. O projeto montou tamb&eacute;m o nicho pra lenha e um degrau de m&aacute;rmore pra proteger o piso. A pedido dos propriet&aacute;rios, a sala de lareira, projetada na arquiteta Patr&iacute;cia Magalh&atilde;es, foi equipada com sistema habitual a lenha. Para a constru&ccedil;&atilde;o, foi utilizado o kit-pronto da Construflama.</p>

<p>Executada em alvenaria e revestida por pedras, esta lareira a lenha (ao centro) &eacute; o elemento principal do living dessa resid&ecirc;ncia de campo, desse jeito o arquiteto Maur&iacute;cio Karam montou um volume imponente e vistoso. A arquiteta Cristina Menezes atendeu ao desejo dos compradores em ter uma &quot;moradia com cara de resid&ecirc;ncia&quot; ao gerar espa&ccedil;os mais habituais e incluiur uma lareira na sala (34,50 m&sup2;). O objeto se fazia indispens&aacute;vel, dado que a casa est&aacute; localizada em uma localidade de clima ameno e exigia aquecimento nos dias mais frios.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License